Cadastre seu e-mail para receber notícias do Vitória

Você receberá um e-mail com um link, clique nele para ativar e confirmar sua inscrição. Caso não tenha recebido, cadastre-se novamente.

Falar é fácil... Por Antônio Rocha.

Olá amigos rubro-negros!

Ainda bem que a maioria dos grandes clubes brasileiros está reclamando do pouco tempo de pré-temporada, tendo resultados pífios neste início de ano. Com o nosso Glorioso Vitória não está sendo diferente. Ontem (26/01), na cidade de Estância, conseguimos empatar em 2 X 2 com o Sergipe, depois de estar atrás do placar por duas vezes. Foi terrível, angustiante e, ao mesmo tempo, um grande alívio quando igualamos o marcador nos últimos minutos da partida.

Culpa do gramado? Culpa do pouco tempo de preparação? Já não podemos afirmar, pois continuamos com os mesmos problemas na zaga e na falta de um meia armador e um atacante de referência. Esperamos que o time comece a convencer no jogo de volta, contra o mesmo Sergipe, em Pituaçu, às dezenove horas desta quarta-feira (29/01).

Acabei de ler o artigo do Presidente Carlos Falcão – O desafio de presidir o Clube mais valioso do Norte-Nordeste, onde ele faz uma narrativa da sua trajetória de 2006 até hoje, como estava o Vitória e como se encontra hoje, além do que se pretende. Tudo isso nos levou a uma série de reflexões.

Talvez a mais importante seja de como é difícil fazer acontecer, pois falar é fácil. Todos os dias lemos nos diversos blogs e outras canais que acompanham o Leão da Barra uma série de comentários, sugestões e críticas das mais variadas, desde as mais técnicas e rebuscadas, àquelas mais duras e passionais. Acho todas importantes, pois retratam o perfil do nosso torcedor, o qual deve ser respeitado, mesmo quando ele não respeita o seu direito de dizer o que pensa. Como dizia Voltaire: “Posso não concordar com nada que você diz, mas defenderei seu direito de dizê-lo até a morte”.

A dificuldade financeira que enfrentam os clubes de futebol profissional do Norte-Nordeste em relação aos clubes do Sul-Sudeste, aliado à complexidade da sua gestão, faz com que os gestores (falo dos bons, honestos e responsáveis gestores) tenham que tirar leite de pedra para poderem competir de igual para igual com “los otros”. Responsabilidade Gerencial e Financeira, também chamado de política de pés no chão, são fundamentais para quem quer ter credibilidade e ser respeitado. Deve-se gerir o que é dos outros com mais responsabilidade do que se fosse seu. O problema é que a cultura brasileira (vide exemplo dos políticos que usam e abusam dos reursos públicos – e o pior é que aceitamos – lá ele) leva a maioria a achar que as coisas são fáceis, bastando falar, querer que acontece, como num passe de mágica.

Falar é fácil, fazer acontecer é que são elas. Quem não gostaria que tivéssemos uma ARENA MULTIUSO NA PARALELA? Todos nós. Como conseguir setecentos milhões de Reais (R$ 700.000.000,00)? Dê-nos a fórmula para conseguir o terreno e os recursos que com certeza a Diretoria e Conselheiros irão agradecer e muito. Normalmente quem tem essas ideias nem é sócio do Sou Mais Vitória, não vai ao estádio, seja qual for, às vezes nem sabemos quem é, pois escreve anonimamente ou com pseudônimo. Falar é fácil... Só a vontade, só a ideia não basta.

Cada um pensa, fala, escreve, tem as suas convicções a partir das suas conveniências e seu ângulo de visão. Uma visão angular. Precisamos ampliar essa visão, torná-la multifocal. Nem sempre o melhor para uma pessoa/torcedor é o melhor para o ECVITÓRIA.

O Vitória tem um orçamento líquido para 2014 na ordem de sessenta milhões, enquanto os grandes clubes do sul-sudeste têm cinco vezes ou mais. Precisamos ampliar o número de sócios.

Associe-se. Ajude o CLUBE DO SEU CORAÇÃO. A bola não entra por acaso.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!


Por: Antônio Rocha
__________
Comentários
8 Comentários

8 comentário(s):

Neilson Matos disse...

Concordo Plenamente Com Vc Rocha, Chega De Bla Bla Bla De Disse Me DissE E Aquilo E Outro O Que Devemos Fazer Mesmo é Se Associar Ao Sou Mas Vitoria E fazer O Leão Mas Forte. Devemos Mesmo é Fazer Uma Mudança Drástica Na Nossa Torcida Sabemos Que Fazer Futebol No Nordeste é Muito Difícil Portanto Esqueça O Que Fazem Pela Sardinha E Vamos Fazer O Nosso, Né Isso Que Vcs Querem Ser Independente Então Se Mobilize E Faça A Diferença Se assoçiese E Mostre Que Vc Faz A Diferença E Deixe De Bla Bla Bla .


A Carniça Em Pouco Tempo Já Tem Mas De 20 Mil Sócio, Sabe Porque Ele Sabem Mobilizar E Mostra Que Ele Podem Fazer A Diferença A Sorte Da Gente é Que Eles Não Tem Uma Direção Competente Se Não Estávamos Lascado.

J Mocota disse...

Falar é fácil...

Desde quando não seja gago. Tá ligado Rochinha?

E num venha com seu faniquito pro lado de Mocota, não, Rochinha.

Devagar com a dor que Mocota é de barro.

Colé Rochinha!

Tu tá pensando que Mocota é algum cheiro mole?

Por que ao invés de você solicitar que seja apresentado o projeto a atual diretoria e conselheiros-amigos-de-José-Rocha , Vossa Senhoria não promove um Fórum onde todas as possibilidades sejam expostas e debatidas?

Mocota aposta que qualquer projeto que seja apresentado a Diretoria do Vitória, se não for do agrado do Consorcio Arena 51, o projeto será ENGAVETADO e CHACOTEADO pela mídia “imparcial” que tá forçando o Vitória mudar para a Arena 51.

Rochinha, Rochinha...

Vamos Ser Mais Vitória e menos "governista", brother!

----------------------------------

Quer dizer que quem tem as melhores ideias normalmente não é sócio do Vitória?

Isso Mocota já sabia, Rochinha.

Tem gente que tem a estranha mania de não fazer o papel de cheiro mole quando passa anos e mais anos pagando para ser sócio e na hora de votar em presidente fica de fora da lista dos escolhidos.

Mocota só será sócio quando puder votar em presidente e aconselha que 80% da torcida faça o mesmo.

"Muitas vezes dar um passo para trás não significa necessariamente retroceder e sim, buscar um impulso para um salto ainda maior."

--------------

Bom, Rochinha!

O projeto cresceu e não pertence mais somente a Mocota.

Mesmo assim segue um pequeno manual.

> Existir um amplo debate sobre o futuro do Barradão.

Primeiro tema: "Barradão: Lembrar do passado ou construir o futuro?"

Segundo tema: Qual a melhor saída?

Pessoas convidadas a defender suas teses:

Defensores da Arena 51 – Ney Campelo e Carlos Falcão.
Defensores do Barradão – Rochinha e Lucas Serra.
Defensores da Arena Multiuso Barradão: Walter Seijo e Paulo Carneiro.
Defensores do Barradão com Ginásio: Robson Leão e Carlos Leão
Defensores da Arena Turística na Paralela: Dupla será escolhida através do voto de todos os Mocoteiros.
Defensores do Barradão com gramado novo e suculento: Vacas, bodes e sardinhas.

> Caso a alternativa Arena Turística na Paralela seja a escolhida pela maioria dos sócios adimplentes (quando Mocota fala sócios adimplentes são os 400 amigos de José Rocha + todos os outros sócios excluídos das eleições) será hora de começar os trabalhos.

Passo-a-passo:

O Esporte Clube Vitória informa ao Ministério dos Esportes, Ministério do Turismo, Governo da Bahia e Prefeitura Municipal de Salvador que o clube vai construir uma Arena voltada para Turismo, Eventos e jogos na Paralela e este espaço será referencia em atendimento ao turista em Salvador.

Após apresentar o projeto e solicitar apoio de todos os órgãos público, será a vez de buscar “o grande investidor” para antecipar o naminght right.

Este investidor terá que ser uma multinacional. Afinal de contas dos 240 mil veículos/dia que passam na Paralela, boa parte destes veículos transportam turistas.

Na Arena Rubro-Negra na Paralela será instalado um telão multimídia que exibirá as imagens de Bebeto, Dida, Vampeta, Petkovick, Davi Luiz... mais a logomarca do patrocinador. Essa ação fortalecerá a marca do Vitória INTERNACIONALMENTE.

Valido lembrar que Salvador, mesmo com todo mau atendimento dos estabelecimentos comerciais, sustenta o posto de 3ª cidade mais visitada do Brasil.

Isso graças a cultura, o povo acolhedor e principalmente a música baiana.

Pegando carona nessa deixa teremos Ivete Sangalo como nossa garota propaganda.

Em todo show de Ivete no Brasil, quem comprar um ingresso para o show concorrerá a um final de semana em Salvador com direito a um acompanhante e tudo pago.

Na visita a Salvador os contemplados terão direito de conhecer o Centro histórico, Passeio as Ilhas, Abaeté, Orla e um aconchegante espaço voltado para Turismo e Eventos.

Onde ficará esse espaço turístico?

Por coincidência, ou não, ao lado da Arena do Vitória na Paralela.

(continua...)

J Mocota disse...

(continuação...)

Entre um pedaço de carne e outro, Rochinha deve tá perguntando:

Esse espaço custará quanto?

A Arena sairá por quanto?

Em qual local poderia ser erguida essa valiosa Mocodica?

Mocota diz:

O valor será muito menor que os R$ 700 Milhões que o patrocinador do Sport irá investir.

Vejamos:

Na Alemanha foi construído a Coface Arena, com 34 mil lugares, seguindo a exigência da UEFA por R$ 135 Milhões.

Link:
augustodiniz.com.br/2011/09/alemanha-constroi-moderna-arena-por-r-135-milhoes/

Na a França com 25 mil lugares, o custo da arena, chamada Hainaut, foi de R$ 175 milhões.

Link:
augustodiniz.com.br/2011/09/franca-tem-nova-arena-por-r-175-milhoes/

Já o preço da construção de uma arena italiana, com capacidade para 41 mil pessoas, saiu por cerca de R$ 280 milhões.

Link:
augustodiniz.com.br/2011/09/italia-tambem-inaugura-moderno-estadio-a-custo-mais-baixo-do-que-as-arenas-para-o-mundial-no-brasil/

PS I - E imaginar que a Arena 51 saiu mais cara que todas essas arenas juntas e o acabamento interno ficou simplesmente: MEDÍOCRE!

PS II – Pode apostar Rochinha que depois que o projeto do Vitória cair na mídia, não vai faltar investidor estrangeiro e o numero de sócios aumenta.

PS III – Com muito menos de R$ 700 milhões o Vitória ergue uma Arena voltada para Turismo, Eventos e Jogos na Paralela e transforma o Barradão num belíssimo Centro de Treinamento, Centro Social e Centro Olímpico.

Teremos o POSAC: Parque Olímpico Sócio Ambiental de Canabrava.

Desta forma continuaremos com o nosso Centro de Treinamento, ajudaremos DE FATO a comunidade de Canabrava e seremos formadores de vários atletas para defender o Brasil em Olimpíadas no futuro e fortalecer a marca do Vitória internacionalmente.

PS IV – Válido lembrar que com as Olimpíadas no Brasil/2016 vai jorrar investidor esportivo.

PS V - Local:

Parceria com o poder público: O Estádio de Pituaçu.

Parceria com a iniciativa privada: Existem vários locais. O Wet'n Wild, por exemplo.

PS VI – A construção da Arena Rubro-Negra deverá ser atraves de uma comissão de Rubro-Negros. Essa comissão deverá ser composta por Conselheiros, Sócios, Blogueiros, Presidente de Organizadas e Torcedores (não-sócio também é gente, meu povo).

Fica a Mocodica.

-----------------------------------

Carlos Falcão tem dois caminhos;

1º) Em 2016 sair pelas portas do fundo após assistir o grupo do Leão Vingador ganhar as eleições.

2º) Democratizar o clube e ser reeleito pelo voto dos sócios, inclusive o de Mocota.

PS – Quem avisa Mocota, é.

------------------------------

Mocota solicita, gentilmente, que o caro irmão Rubro-Negro Lucas Serra lance uma enquete dessa forma no ecvitorianoticias.com:

> Deve existir um amplo debate entre conselheiros, sócios e torcedores para decidir o futuro do Barradão:

a) Sim

b) Não

----------------------------------

Amada Nação Rubro-Negra!

A partir de agora, tanto no intervalo quanto após o final de cada partida do Vitória, favor gritar no ritmo do “lá lá iá VI-TO-RIA”...

“DE-MO-CRA-CIA!”

PS – Durante os 90 minutos tem que ser apoio incondicional. Principalmente para os atletas da base.

-------------

“O pior cego é aquele que só enxerga o passado, churrasco e espetinho de gato.”

---------------
Eleições Diretas em 2016.

Avante Leão!

Lucas Serra disse...

Mocota,

Admiro sua visão, e ficaria estremamente feliz se um dia conseguirmos um estádio moderno, seja ele o próprio Barradão ou até este na Paralela que você tem em mente.

Mas assim como Rocha disse, "falar é fácil", muito fácil.

Vou tentar, mais uma vez, rebater seus comentários, não que eu queira te desanimar, mas porque é complicado imaginar como isso sairia do papel.

-Inicialmente pra fazer qualquer projeto tem que se fazer um investimento para estudos, propostas, análises de custos, etc.

-Se existir alguns investidores interessados em construir uma arena que tenha tanta visibilidade, e tantas formas de ganhar dinheiro, porque ele faria para depois dar para um clube?

-Ops, investidores vão querer fazer outro estádio "padrão FIFA" numa cidade que já tem um? Já sabendo que somente um clube (ECV) jogaria lá? Não está vendo que num investimento deste porte o retorno fica mais complicado? O Bahia, que tem a torcida maior que a do Vitória (por enquanto) ainda não está dando lucro para a Arena 51!

-Sabendo que tem as grandes empresas comprometidas com a Arena 51 e com o Governo da Bahia e suas obras pelo estado, quem se arriscaria em investir em mais um empreendimento?

-Falando na nossa realidade atual, tanto o governo da Bahia quanto o governo Federal são do mesmo partido. Qual o interesse deles em ceder dinheiro pra fazer outro estádio? Sabendo que eles é que são interessados que a Arena 51 não seja mais que não dê lucros para as empresas que doam dinheiro para as campanhas deles?

(continua)

Lucas Serra disse...

(continuação)

-Os valores de construção de estádios em outros países não vale. A nossa realidade é outra, estamos no Brasil, onde o custo de qualquer coisa é muito mais elevado.

-Um dos pilares para o retorno do investimento é o público. A média de torcedores nos estádios está diminuindo com o passar dos anos. Existem milhares de torcedores com TV Fechada, que com um investimento menor pode assistir na comodidade de sua casa a TODOS os jogos da rodada, e não apenas o do seu clube. Este é o presente e no futuro as coisas podem piorar. A tendência é que os clubes ganhem mais com as cotas de TV e somente alguns poucos clubes (que estão em boa campanha na competição) tenham boas médias de público.

-Turismo num estádio novo, que não tem história? Sei não...

-Telão com imagens de ex-jogadores? Acho que eles vão querer uma pontinha de direito de imagens, não acha?

-A publicidade em exposição em local público é tarifada, baseada em seu tamanho, ou seja, vai ter que valer a pena para uma empresa estampar seu nome nisso.

-O custo de manutenção... sim, quanto maior e mais sofisticado a construção, mais caro será sua manutenção, maior custo com eletricidade, segurança, etc. Sem contar que em dia de jogos só o quadro móvel de pessoas para trabalhar em cada partida...

-Pituaçu é do Governo, tem uma reserva ao lado (Parque de Pituaçu) e uma faculdade privada. Ali não tem como crescer para fazer estacionamentos e além disso ela é escondida, fica complicado fazer a publicidade que você imagina.

-Não menos importante: as Olimpiadas é no Rio de Janeiro; o Wet'n Wild é muito pequeno e nem o parque funciona, sem falar que eles não tem nem coragem (ou dinheiro) de construir uma passarela em frente para ajudar os frequentadores, aliás não tem nem moral para colocar uma sinaleira.

Mocota, eu repito, gostaria que isso fosse possível, mas não tem como acreditar que isso possa ser levado pra frente...

SRN

Lucas Serra

J Mocota disse...

Amado irmão Lucas Serra,

Mocota fica muito feliz por saber que você é um defensor ferrenho da continuidade do Vitória no Barradão, e mesmo assim, permite que no seu midiático espaço virtual seja feita campanha para opiniões contraria a sua.

Do fundo do coração...

Parabéns!

Plac, Plac, Plac...

PS – Ah, se Carlos Falcão e Ney Campelo também fossem democráticos.

-----------------

Respostas:

1º) Quanto mais estudos sejam feitos para viabilizar o projeto, mais ficará evidente que uma Arena na Paralela será a melhor saída.

Não será a realização de estudos que inviabilizará o projeto.

-------------
2º) O projeto é do Vitória. Por que teria que pertencer ao financiador?

Exemplos temos vários onde o financiador banca e terceiros ficam com os bens: Turismo no espaço, imóveis, terrenos, carros, estradas, arenas multiuso...

O financiador recebe o valor corrigido e parcelado ou permuta por mídia.

--------------

3º) Quem disse que o estádio tem que ser padrão Fifa? Na PRIMEIRA ETAPA pode erguer um “outro Barradão” na Paralela.

Ou seja, estádio com arquibancada de cimento, cadeiras para sócio e sem cobertura que o Vitória continuará faturando o mesmo com jogos. A grande sacada será atrair muita grana com o turismo e eventos todos os dias numa via de grande movimentação.

Se conseguir um baita financiador o Vitória continua no Barradão, enquanto é erguida a Arena Turística na Paralela.

Após o Vitória sair do Barradão será erguido o POSAC em Canabrava.

------------

4º) Se existem grandes empresas envolvidas com a Arena 51 isso é sinal claro que muitas outras ficaram de fora. No mundo capitalista quando um está ganhando do lado de dentro, várias outras empresas estão buscando uma oportunidade para poder entrar no mercado e faturar também.

-----------

5º) O interesse do Governo Estadual e Federal em ajudar o Vitória será deixar a torcida do Vitória calminha, calminha, calminha...

Será que Dilma ou Jacques Wagner quer 80% da torcida do Vitória espalhando que a Segurança Publica anda um caos na Bahia, que a saúde tá na UTI, a educação uma lastima, Pituaçu foi erguido por R$ 80 Milhões atropelando todos os procedimentos...?

------------

6º) Porque os preços de estádio de outro países não vale? No mundo globalizado em que vivemos o que serve para a Alemanha não serve para o Vitória? O que serve para a França não serve para o Vitória? O que serve para a Itália não serve para o Vitória?

Se o valor da Arena mais barata citada acima dobrar vai para a casa dos R$ 280 Milhões.

Se o Sport conseguiu um investidor para bancar R$ 700 milhões o que falta ao Vitória para conseguir um investidor de R$ 280 Milhões?

Acertou quem disse que falta ao Vitória uma Direção e Conselheiros-amigos-de-José-Rocha proativos.

---------------------

7º) Justamente pela frequência do torcedor em jogos tá caindo, que o Vitória tem que buscar alternativas HIPER LUCRATIVAS que estejam desassociadas do futebol.

Sacou?

(continua...)

J Mocota disse...

(continuação...)

8º) Quem for a procura de eventos ou ser acolhido no espaço para turismo não será pela história do Vitória e nem pelo Vitória.

Por exemplo Luquinhas:

Feche os olhos. Agora imagine um espaço na Paralela recebendo mais de 1500 pessoas por dia. Todas essas pessoas felizes, sorrindo e consumindo muito. Imaginou?

E aí? É possível ou não um empreendimento fazer sucesso na Paralela voltado para Turismo e Eventos?

PS I – Caramba! Mocota já ia esquecendo. O espaço voltado para turismo e eventos ficará na Arena do Vitória.

Só num vá tentar convencer Mocota que um espaço voltado para Turismo e eventos ao lado dentro de um estádio de futebol estará fadado ao fracasso.

PS II – O Vitória pode está na “Serie E” (toc, toc, toc...) que a frequência do espaço de entretenimento será o mesmo. As pessoas serão dirigidas a este espaço para diversão e não para conhecer o passado de um clube não-riquinho baiano.

-----------

9º) Tem que pagar o direito de imagem aos atletas dentro do que for possível.

Se Carlos Falcão não tiver habilidade para negociar uma doação de cachê, deixa que Mocota negocia.

----------

10º) Tudo que envolve publicidade é tarifado. Porem, Mocota desconhece empresas grandes que tenham quebrado por pagar essas tarifas.

Pelo contrario. As empresas pagam estas tarifas por saber que a grande possibilidade de retorno vale a pena.

------------------

11º) A área não construída em torno de Pituaçu é aproximadamente do tamanho da área que foi erguida o projeto do Palmeira ou do Sport.

Por que em São Paulo e Recife coube tudo e em Pituaçu não caberia nada?

----------------------

12º) O Papa foi para o Rio de Janeiro e mobilizou o pais inteiro, cidades que não terão jogos da Copa do Mundo estão tendo a sua economia mobilizada devido ao evento...

Sabe de que forma uma Olimpíada no Brasil não ajudaria o Vitória, Luquinhas?

Quando quem deve agir fica de braços cruzados achando dificuldade em tudo para beneficiar os governistas.

Carlos Falcão, por exemplo.

--------------

Lucas por que você não comentou nada sobre a enquete?

Por um acaso, Luquinhas acha que a realização de um amplo debate entre Diretoria, Conselheiro, sócios e não-sócios prejudicaria o Vitória em que?

---------------

Antes de detonar o projeto Arena Turística na Paralela é preciso estudar os livros de história.

Paulo Carneiro, contra a vontade da imprensa e do Governo, tirou o Vitória do centro da cidade e levou para um bairro afastado, precisamente onde ficava o aterro sanitário de Salvador.

Tempo depois ficou comprovado que Paulo Carneiro estava certo quando defendia que o Vitória iria passar a faturar muito mais com essa mudança.

A pergunta que não quer calar:

Se o Vitória evoluiu pra caramba mudando do Centro para Canabrava, por que o Vitória mudando de Canabrava para a Paralela iria desandar?

Iria quebrar devido a nova localização? Ao melhor acesso? A maior visibilidade? Ou iria a falência devido a passagem de 240 mil veículos/dia na porta do empreendimento?

Lucas, o grande problema não esta na ideia. O grande problema é que a atual diretoria não tem o perfil adequado para conduzir um projeto desta magnitude.

Devemos abaixar nossas cabeças e ficar contente com pouco?

Errado!

A solução está na DEMOCRACIA 100%, meu brother.

Ou Carlos Falcão aprende a trabalhar ouvindo os anseios da torcida ou vá encher o bucho de churrasco em outra freguesia.

---------

Rochinha ou você demonstra logo como o Vitória pode ultrapassar a casa dos R$ 180 milhões/ano permanecendo em Canabrava ou passe logo para o lado do Grupo do Leão Vingador.

PS I – Do lado de cá também tem churrasco.

PS II – Só que não são os sócios do Vitória que paga a conta.

PS III - Num vá logo coçando o bolso, não...

Fique aí atras de churrasco e espetinho de gato free.

--------------------
Eleições Diretas em 2016.

Avante Leão!

Lucas Serra disse...

Mocota,

A resposta para sua enquete é mais que óbvia, é claro que torcedor de verdade vai querer discutir, o único problema para tudo o que vc falou está resumido em uma única frase, que vou repetir abaixo entre aspas:

"Lucas, o grande problema não esta na ideia. O grande problema é que a atual diretoria não tem o perfil adequado para conduzir um projeto desta magnitude."

Contra isso o que podemos fazer Mocota? De que jeito podemos mudar isso? O MSMV tentou fazer isso de forma organizada e não conseguiu. O Vitória Século 21 tentou participar das eleições e não conseguiram...

Como podemos mudar este panorama??

Lembrando que Paulo Carneiro fez praticamente a mesma coisa que Alexi e Falcão estão fazendo agora com o Vitória, fechando o cerco para torcedores que não fazem parte do círculo deles. O que existe hoje é uma falsa democracia, o atual Estatuto do clube permite que os mesmos se reelejam com facilidade.

Paulo Carneiro só foi "derrubado" porque o clube foi parar na Série C, senão até hoje seria possível que ele estivesse no comando. Estamos no mesmo círculo vicioso de antes... eu não vejo como mudar isso.

SRN

Postar um comentário

Siga o ECVitóriaNotícias no Twitter: @ecvnoticias

Últimas notícias

Postagens populares (última semana)

Postagens populares (últimos 30 dias)

CAMPEONATO BRASILEIRO 2014 (28ª rodada)

Jogo ao vivo: Sport x VITÓRIA .


Dia: 12/10/14 (domingo)

Horário: 18:30h (hor. de Brasilia)


Links das rádios/tv na web:


Rádio Metrópole 101,3 FMRádio Transamérica 100,1 FMRádio TudoFM 102,5Rádio Itapoan 97,5 FMRádio CBN 100,7 FMRádio Sociedade 740 AMRádio Excelsior 840 AM