Cadastre seu e-mail para receber notícias do Vitória

Você receberá um e-mail com um link, clique nele para ativar e confirmar sua inscrição. Caso não tenha recebido, cadastre-se novamente.

[FEI 1x0 VIT] Duro de assistir. Por Maurício Naiberg.

Não disse a vocês que aquele triunfo histórico e heroico do Vitória sobre o ABC no meio da semana, pela Copa do Brasil, não me enganaria? Só engana quem não entende nada de bola.

Assim como na quarta-feira, a derrota para o Feirense neste domingo já era esperada, sem grandes mistérios. Time desorganizado, sem ânimo e abusando de erros primários no setor defensivo.

O problema de alguns jogadores do Vitória é a soberba. Achar que vai virar jogo qualquer hora é irresponsabilidade. O Feirense, por sua vez, merece todo o mérito do triunfo por sua humildade. Jogou um futebol dentro do seu limite, sem inventar moda, com muita organização. Muito legal a postura tática do técnico Duzinho.

Agora, falando de novo no rubro-negro, volto a frisar que o futebol é muito simples. Qual a palavra chave do futebol hoje em dia? Fácil: dinamismo. Escrevo isso porque colocar Lúcio Flávio no time titular, com um calor de quase 40 graus, é no mínimo um suicídio. Lúcio tem quase tudo que um jogador precisa: técnica e inteligência, mas falta a ele o mais importante, que é a dinâmica de jogo.

Com Tartá e Arthur Maia no banco, mais jovens e melhores fisicamente, deixar Lúcio na equipe é querer chamar o adversário para o campo defensivo para tomar pressão. O Feirense conseguiu segurar o rubro-negro o tempo inteiro. Neto Baiano se virou nos trinta, correu como sempre, mas seu isolamento era nítido. Isso estava claro que aconteceria.

O que me chamou a atenção também foi a falta de agressividade do Leão. Parecia um confronto de times pequenos. Esse desempenho da equipe durante toda esta temporada preocupa muito. Segunda divisão, como todos nós sabemos, não é brincadeira. Lembram-se do ano passado?

Volto a repetir: se não mudar o comportamento, vai perder o título novamente e sofrer na Série B. É preciso um treinador com uma certa urgência. Só ter um grupo unido e fechado não vai resolver nada. Se a tática ficar em segundo plano, o ano será sofrido, mais uma vez, infelizmente para os rubro-negros.

O Feirense não tem nada a perder. Já o Vitória tem muito. A torcida precisa comparecer ao Barradão para fazer sua parte, pois o adversário de Senhor do Bonfim mostrou que pode surpreender.

Por: Maurício Naiberg
__________
Comentários
11 Comentários

11 comentário(s):

Anônimo disse...

ja vi esse filme,lembram do colo colo,do bahia de feira,essa diretoria esta achando que ganha o jogo no barradão com facilidade e já não é bem assim nosso time não tem conjunto e ta cheio de problemas extra campo tambem.olha ai indio não esta sendo nem relacionado agora indio é pra ficar no banco pra lucio flavio? e esse entregador de camisa que dizem que é tecnico muito fraco e subserviente "pau mandado" não sabe escalar o time,ta fazendo as mesmas coisas que cerezo.

PEDRO NETO disse...

VOCES ESTÃO VENDO AÍ QUE O PROBLEMA NO VITÓRIA NÃO ERA SOMENTE O TREINADOR, OS JOGADORES SÃO FRACOS TENICAMENTE E SEM CONDIÇÃO FÍSICA. RICARDO SILVA COLOCA LÚCIO FLAVIO É COMO JOGAR COM MENOS UM.MARQUINHOS SÓ VIVE CONTUNDIDO. E ROBSTON, E INDIO, E MINEIRO E ETC. ENFIM, O VITÓRIA NÃO TEM NADA. NÃO TEM BONS JOGADORES E NÃO TEM TÉCNICO BOM. DESSE JEITO NÃO VAI GANHAR NADA.

ronny lima disse...

vamos reverter domingo e ganhar mais um titulo.nosso time bom e temos jogador de qualidade booorrra vitoria...........

Anônimo disse...

o problema maior do vitoria é essa diretoria perseguidora,vejam os problemas com ramires e agora com indio perseguição pura coisa de gente ruím.estamos precisando de indio e esse ricardo silva faz de conta que indio não existe.time com esse perfil não vai ganhar nada.ja tem uns 4 anos assim tira treinador e coloca ricardo puxa saco,ai ele ganha umas tres partidas engana parte da torcida e depois começa a cair qd vamos ver ja estamos perdendo o que estamos disputando.

Anônimo disse...

TEXTO REPROVADO(02)!!!

Mesmo acreditando que a vez era de Arthur Maia a presença de Lúcio Flavio não foi determinante para a derrota.

Na TV de Mocota o Feirense só fez o gol após a saída de Lúcio Flavio e depois de varias substituições de propostas ofensivas do Vitória.

Mauricio, você que entende muito de futebol deveria ter parado para avaliar o porquê um time aplica 6x1 em uma semana e depois perde de 1x0 na outra para o mesmo time.

Mocota dificilmente erra em seus prognósticos, pois justamente procura fazer isso e detectou que:

- A zaga jogou com o 3º reserva (Dankler);
- Saci depois da contusão nunca mais foi o mesmo;
- Idem para Rildo;
- Mancha e Robston não estão rendendo como Michel (ou quem sabe Neto Coruja);
- Nenhum camisa 10 em 2011/2012 manteve uma grande regularidade;
- Marquinhos está fazendo muita falta.

Não estamos precisando de um outro treinador.

Estamos precisando é de:

- Um lateral esquerdo;
- Um lateral direito;
- Um camisa 10;
- Um atacante para concorrer com Marquinhos;
- Um atacante para concorrer com Neto Baiano.

J Mocota - Avante Leão!!!

Leo disse...

Mauricio,
Leia esse artigo é uma análise brilhante sobre os dirigentes do Vitória e Bahia.
http://www.bolaemfoco.blogspot.com.br/2012/04/as-arquibancadas-pedem-mudanca.html

Anônimo disse...

O problema do Vitória não é o técnico, parece até que a formula de resolver problemas nos times de futebol é tirando o técnico.
A verdade é que o problema vem da administração, se não tem boa administração a vaca vai para o brejo. A começar pelas contratações, são jogadores em final de carreira que tanto faz está em campo ou não, não faz diferença, só atrapalham, alguns só vivem no departamento médico e aí vai.
Portanto tem que mudar geral. O nosso time é jovem e precisa ser comandado por pessoas dinamicas, empreendedoras, de atitude e que pense grande.
Fico muito triste em vê o VITÓRIA nessa situação oscilante. Podemos e temos condições e ser o melhor.

Leo disse...

Uellinton vem da divisão de base, mas não criou um comprometimento com o Clube, e no seu retorno das férias pede para sair do Vitória e jogar até no rival.
Neto, herói da partida antológica contra o ABC, pede aumento de salário dois dias depois do jogo e, assim, em vez de sacramentar sua posição de ídolo, opta por contornos de um mero chantagista. O que tem em comum nesses dois movimentos: a demonstração da falência do modelo de liderança de Alexi Portela.
Fico a imaginar o comportamento desse líder. Como ele orienta os seus seguidores? Como é o seu relacionamento com sua equipe? O fato é que o Clube não ostenta uma maturidade que reflita na sua capacidade de atingir metas e objetivos.
Uma das piores características de um líder é a de não assumir sua responsabilidade e atribuir culpa a terceiros. Lembro da fatídica entrevista dele ao Jornal Correio quando chamou nosso único ídolo Viafara de Zé Ninguém e principal culpado pela perda do baiano e pela queda para a segunda divisão.
Uma competência crucial de um grande líder é ter objetivo desafiante, pois esse leva a um maior esforço e conquistas do grupo. Alexi sempre passa a mensagem de que não pode fazer loucura, política de pé no chão, aversão total ao risco. Sem assumir riscos, não se cresce.
Como inserir instrumento de motivação sem vinculação a padrão de desempenho? No clube liderado por Alexi quem não fez um bom trabalho volta. Isso explica o retorno de Raimundo Queiroz, Ricardo Silva e a possibilidade de Carpegiani.
Como expressar confiança se o discurso não mostra segurança , firmeza e nem passa emoção e razão? Daí a necessidade de uma aliança estranha com uma pessoa do tipo de Zé Eduardo para tentar passar alguma mensagem para a torcida.
Nós estamos rendidos com um líder como Alexi. Não imagino como ele pode compensar o mau que vem fazendo ao Vitória, apequenando cada vez mais o nosso clube secular. O pior é que a torcida não se sente mais traída por Alexi, pois não há traição onde não existe confiança.

Anônimo disse...

Isso.Acho que a qualidade técnica do time é muito fraca.Precisamos de laterais,meias,pontas e atacantes.Ou muda radicalmente,ou já enxergamos outro vexame na série B.

Anônimo disse...

Alex tem suas virtudes,não vamos negar.Mais o vitória precisa de uma liderança jovem,que seja corajosa,e acima de tudo ambiciosa,que tire idéias novas para motivar a torcida,o clube,e seguirmos em busca do clube que desejamos.

Anônimo disse...

Apesar do nome VITORIA e do simbolo um LEÃO, o querido time baiano infelizmente não faz jus aos seus atributos. Historicamente e infelizmente é um time azarado, capaz de disputar varias finais e jamais obter um titulo nacional. É capaz também, de renunciar a subida para serie A do brasileirão num jogo em que estava vencendo o São Caetano-SP no Barradão. Contudo é chegada a hora de mudar tudo isso; É hora do "leão" ser LEÃO e do "vitoria" ser VITORIOSO. Para isso, é preciso, uma administração que ame o clube e que agregue condições de fortalescer a equipe . è preciso pensar alto e ser simbolo de garra e determinação, é preciso não admitir outro resultado que não seja a vitoria. Boa sorte e vamos começar esta mudança conquistando o baianão / 2012. Ass: Torcedor sofredor mas,confiante na nova postura do clube.

Postar um comentário

Siga o ECVitóriaNotícias no Twitter: @ecvnoticias

Últimas notícias

Postagens populares (última semana)

Postagens populares (últimos 30 dias)

CAMPEONATO BRASILEIRO 2014 (13ª rodada)

Jogo ao vivo: VITÓRIA x Grêmio.


Dia: 02/08/14 (sábado)

Horário: 21:00h (hor. de Brasilia)


Links das rádios/tv na web:


Rádio Metrópole 101,3 FMRádio Transamérica 100,1 FMRádio TudoFM 102,5Rádio Itapoan 97,5 FMRádio CBN 100,7 FMRádio Sociedade 740 AMRádio Excelsior 840 AM