23 de setembro de 2013

Humildade e trabalho são a base do sucesso. Por Antônio Rocha.

Olá amigos rubro-negros!

Mais uma vez o senhor Renato Cajá saiu de campo debochando da torcida do VITÓRIA, quando foi substituído, sob vaias, no jogo de sábado à noite, no empate sem gols com o Grêmio Porto Alegrense. Ele precisa saber que a torcida é soberana. Ela pode tudo. E ele? Ele é funcionário do ESPORTE CLUBE VITÓRIA, que lhe paga bem e em dia. E o que ele tem que fazer? Jogar bola e bem também, o que não tem feito há muitos jogos.

Ele precisa saber que humildade e trabalho são a base do sucesso. Tem que tomar vergonha na cara e procurar jogar o futebol que um dia jogou e por causa dele foi contratado. Mais uma vez precisa de um corretivo.

O Campeonato Brasileiro é longo e disputadíssimo. Cada jogo é uma história diferente e que precisa ser jogado de forma determinante, com muita raça como se fosse uma decisão, pois assim o é. A cada partida, a cada jogo definimos ou redefinimos o nosso futuro dentro da competição. Cada detalhe, cada jogada, cada jogador, cada minuto, cada lance fará (ou farão) a diferença. Todo o time precisa estar imbuído do mesmo propósito; cada Jogador precisa dar o seu sangue até a última gota; A Comissão Técnica precisa estar atenda a cada detalhe, principalmente quanto ao comportamento desse ou daquele jogador que destoa do espírito coletivo; assim como os dirigentes deverão dar o devido respaldo a todos para alcançar o melhor para o CLUBE E SUA TORCIDA. Nada poderá estar acima do bem coletivo.

Foi um jogo duro. Poderíamos ter saído com uma vitória, mas o empate foi o mais justo para as duas equipes. Como rubro-negro fervoroso, queria e quero que o NOSSO LEÃO DA BARRA VENÇA SEMPRE.

Tenho gostado das atitudes de Ney Franco. Tenho gostado do que ele vem fazendo com cada jogador, dando a oportunidade e a motivação necessárias para que demonstre se merece fazer parte do elenco do VITÓRIA. QUE CADA UM SAIBA APROVEITAR ESSA OPORTUNIDADE.

Teremos uma semana para ajustar o time. Esperamos que algumas peças que estão no departamento médico retornem, principalmente Maxi e Cárceres, pois assim Ney Franco terá mais opções para montar um time mais competitivo para o difícil jogo contra o Atlético Paranaense no próximo domingo (29/09 – 18:30 horas), no Durival de Britto.

VITÓRIA, VOCÊ É A SOMA DE TODOS NÓS!!!

Por: Antônio Rocha

6 comentários:

  1. Rocha
    Não acredito que voce assistiu o jogo no Barradão e resolveu escrever sobre este assunto. Quem estava no Estadio viu que GRANDE PARTE DA TORCIDA O APLAUDIU, e ele retribui, Se foi ironico, envergonhado pelo mau futebol, ou qualquer outro motivo não cabe a mim como simples torcedora, teria que virar uma perita com especialização em gestos corporais. Agora o que eu não admito é que nós rubro-negros nos deixemos levar por grande parte da imprensa que quer a qualquer custo plantar uma crise no Vitória, afinal é muita gente trabalhando na imprensa esportiva e devem precisar a todo momento de um assunto novo.

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com seu comentário. Nei Franco demonstra algo que não foi visto na maioria dos técnicos que treinaram o Vitória. Independentemente do local onde o jogo é realizado, o time do Vitória tem jogado sempre no ataque, de igual para igual, como sempre foi o desejo do seu torcedor.
    Contra o Internacional a equipe fez um excelente jogo e não venceu por infelicidade nas conclusões e um gol de De Alessandro em que houve uma falha inadmissível de Wilson.
    Contra o Vasco, também outra boa postura da equipe. Por falar nesse jogo, não se admite que o Vitor Ramos salte daquela forma no lance. Ele salta a altura de uma gilete deitada.
    Finalmente a diretoria fez excelentes contratações para a defesa, algo também jamais visto nas ultimas décadas. Kadu, Ayrton e Juan demonstraram o quanto é importante montar uma boa defesa. O Kadu então, quanta eficiência, um zagueiro difícil de ser batido. Apenas o Vitor Ramos está destoando dos demais.
    Nos, torcedores do Vitória já estávamos cansados daquelas defesas ridículas formadas nas ultimas décadas pela diretoria, que tomavam sempre gols ridículos.
    Se jogarmos contra o Atlético (PR), que vem cansado pelo jogo que terá pela Copa do Brasil na próxima quinta-feira, com a mesma postura dos jogos contra Internacional e Vasco, temos grande chance de vencer também o furação.

    Emerson`Portela

    ResponderExcluir
  3. Antônio deve ser mais um telespectador da REDE GLOBO. O rapaz simplesmente bateu palmas para PARTE DA TORCIDA QUE O APLAUDIU. Se o amigo não sabe, aquele comentarista é torcedor das SARDINHAS. Observe os comentários dele em relação ao nosso amado VITÓRIA, e veja que sempre tem um fundo de sarcasmo e desfeita em relação ao time. Antônio meu Caro, não acredite em tudo que ouve e vê. Que o Renato não está jogando bem, isso todos estão vendo, agora querer colocar o rapaz como culpado por tudo não é justo.

    Ari Jones

    ResponderExcluir
  4. Vc e maluco vc estava no baradao?

    ResponderExcluir
  5. Vc e maluco vc estava no baradao?

    ResponderExcluir
  6. É Rochinha, querido...

    Parece que o bicho pegou para o seu lado. E olhe que Mocota, ainda nem disse nada.

    Mas vai dizer, agora:

    Até você Rochinha indo na onda dos comentaristas torcedores das sardinhas?!

    É cada uma...

    Poupe, Mocota, viu, Rochinha?!

    Tchau e passe bem.

    ------------

    Diga não a Fonte Nova. Diga $im ao Barradão na Paralela em 2016.

    Avante Leão!!!

    ResponderExcluir