29 de abril de 2013

Paulo Carneiro: "Alexi reluta, sabe que o melhor caminho é a Arena Barradão"

Apuramos as informações a respeito da construção e operação da Arena Fonte Nova e apesar de ser uma PPP, que entendemos ser a melhor alternativa, os detalhes do contrato do consórcio são inaceitáveis. Construíram uma Torre de Babel onde o governo assume todos os riscos, endivida o Estado e nunca mais recebe o capital investido. Lembrem de Costa de Sauípe, até hoje na mão da Previ. Nossos governantes são de lascar. O TCE convocou na época alguns membros do governo para esclarecimentos. Como o TCE é formado de políticos indicados pelos governantes em épocas distintas, não aconteceu nada.

Para a construção do estádio e o modelo econômico que o Estado escolheu, fizeram uma PPP, Parceria Pública Privada, com concessão administrativa e resolveram assumir o ônus da dívida com o BNDES, pois não poderão cobrar pela concessão. Em suma, usaram o dinheiro público para se manterem donos do empreendimento, que sem conteúdo esportivo é um grande “elefante branco”. E para terem a gestão, vão bancar pelo menos durante 15 anos, com pagamento de contraprestação, pois se espera que depois deste período, o negócio comece a dar lucro.

O Bahia resistiu, foi pressionado mas cedeu e fez um contrato de 5 anos com acesso apenas a uma “luva” de R$ 9 milhões/ano na bilheteria. Sem acesso às outras inúmeras receitas. Seu fundo de comércio (torcida) devia ser mais valorizado. Sem ele não tem negócio.

O consórcio assume o contrato, garante o negócio da construção e repassa a operação para terceiros (Arena Brasil). E o povo paga a conta dos recursos públicos que serão direcionados. E na operação, se não chegar a determinado patamar, o governo tem que reembolsar o consórcio por 15 anos uma contraprestação de até R$ 107 milhões por ano ou próximo disso.

Sempre soube que 25 anos é o periodo de se garantir o retorno do investimento. Por que mais 10 anos? Para remunerar a quem?

E o consórcio, qual a sua responsabilidade? Não bota um centavo, ganha pela construção e tem garantia mínima se não viabilizar a operação. Pra ser justo colocaram 20% na construção, mas esse percentual incluem no orçamento. Empreiteiro trabalha pra seus acionistas, não para o povo.

O Vitória está sendo fortemente assediado. Seus dirigentes ganharam há tempos atrás uma viagem a Holanda pra conhecerem a operação da Arena Amsterdã. Alexi reluta, sabe que o melhor caminho é a Arena Barradão. Seu candidato, todavia, está alinhado com o presidente da assembleia e o vice-governador para levar o Vitória pra lá. Vão engessar o clube por 35 anos. O erro está no modelo econômico. Ainda assim com o risco da operação não se viabilizar. Estádios de Copa são caros. Agora chegaram à conclusão que os altos custos da operação inviabilizam a promoção de shows.

O certo é que sem o Vitória a operação não fecha. Em 2007, quando o Brasil foi escolhido, o Bahia e o Vitória deveriam ter se unido para serem, juntos com o governo, donos do negócio. Construtora quer construir e agora devem estar se preparando para passar a operação para fundos de investimento. Meu clube tem o Barradão e ali devem fazer a Arena e viabilizar seu futuro.

Esse problema se espalha por todo país. Em Natal os clubes não querem jogar na Arena das Dunas, em Minas o Atlético já escolheu o Independência. Sua Diretoria divulgou que a perda de arrecadação de Cruzeiro e Atlético chega a R$ 100 milhões por ano. Só quem vai se beneficiar com as arenas da Copa são os clubes que cederam seus estádios: Corinthians, Inter e Atlético Paranaense. O fluxo de receitas do clube paranaense deve triplicar com a chegada da sua Arena. Seu estádio, financiado diretamente com o clube, não chega a R$ 300 milhões.

O Vitória, ainda que tardiamente, pelo imobilismo de sua gestão, tem a chance de mudar de status e se aproximar dos grandes. É só não permitir que interesses políticos sejam mais importantes que os interesses do clube.

Por: Paulo Carneiro

11 comentários:

  1. Concordo! No Barradão, eu me sinto em casa!

    Não fui e nem vou na Arena 51. Se Falcão ou outro qualquer colocar o Vitória lá, eu deixo de frequentar os jogos. (FALO SÉRIO!!!)
    A Diretoria fará uma grande besteira se escolher essa "Arena"...

    ResponderExcluir
  2. Tem algumas partes do texto de Paulo Carneiro que Mocota concorda, já outras, não. Então vamos ao que está fora da realidade:

    PC diz:

    - Em 2007, quando o Brasil foi escolhido, o Bahia e o Vitória deveriam ter se unido para serem, juntos com o governo, donos do negócio.

    Mocota diz:

    - ERRADO!!!

    - Por que dividir o faturamento anual quando é possível arrecadar sozinho?

    - Já não basta a mentalidade de “mesmo patrocinador” ainda temos que ser obrigados a ficar iludidos que o Vitória ultrapassará algum clube riquinho dividindo receita com as sardinhas?

    - PC, você lembra, nas contratações, o que era o Vitória com o Banco Excel e o que era as sardinhas com a cara de Besta (Hyundai)?

    - A pergunta que não quer calar: PC esqueceu ou desaprendeu?

    PC diz:

    - Meu clube tem o Barradão e ali devem fazer a Arena e viabilizar seu futuro.

    Mocota diz:

    - Nan nani nani nan não.

    - Caso PC tivesse R$ 400 MILHÕES para investir em um empreendimento que necessitasse de clientes 24 horas por dia para esse empreendimento gerar receita anual acima dos R$ 100 Milhões, PC construiria esse empreendimento em Canabrava ou na Paralela?

    - É preciso lembrar que a via Barradão depois de pronta passará próximo ao Barradão. Na Paralela a Arena ficará na via principal.

    - Somente a via Barradão não é o suficiente para viabilizar uma Arena em Canabrava. É preciso construir outras opções de mobilidade.

    ------------

    Perdão Paulinho. Mas sinceramente, Mocota acha que com relação a revolucionar no Marketing você já foi melhor.

    Como querer comparar um local de difícil acesso que ainda precisa de muito tempo e boa vontade do Governo sardinha, para ser viabilizado, com uma via super movimentada e em pleno funcionamento?

    Até uma criança de 06 anos sabe que a Paralela é mais movimentada, fica na caminho do aeroporto, isso traria uma enorme serie de benefícios e muita visibilidade internacional para o Leão por Salvador ser a 3ª cidade mais visitada do País.

    -----------------

    Infelizmente, o futuro da Arena Rubro-Negra tem a politicagem para atrapalhar.

    Se nós torcedores que temos a certeza que a Paralela é mais rentável que Canabrava olhamos para Alexi Portela, enxergamos que com ele será construída uma Arena "pouco uso" e os grandes jogos serão disputados na Arena 51 do consorcio.

    Se olhamos para Fabio Mota enxergamos um monte de promessas e nada de projeto concreto. Fora que politicamente para ele é mais interessante ser “o pai da criança via Barradão".

    Se olhamos para o revolucionário PC, com a ideia de dividir Arena com as Sardinhas e construir Arena em Canabrava dependendo do Governo para viabilizar o projeto, fica claro que o ex-dirigente desaprendeu revolucionar.

    ----------------

    Querem saber o que Mocota acha nesse exato momento sobre o futuro do Vitória?

    Se um desses 03 grupos ganhar a eleição, o Vitória não ultrapassa nenhum riquinho em receita nos próximos 06 anos.

    Então querida Nação só resta se contentar com o Baiano e Nordestão ou pressionar o Conselho para que tenhamos um amplo debate, ainda em 2013 sobre o tema: "Arena Rubro-Negra. Qual o melhor caminho a seguir?"

    --------------------------------------

    Mocotylson perguntou a Mocota?

    - Mocota, se o Vitória começou no Campo da Pólvora, depois foi para Fonte Nova e depois para o Barradão o que nos impede mudar para a Paralela?

    Mocota após suspirar profundamente e tomar uma dose dupla de maracujina, olhou no fundo dos olhos de Mocotylson e com um ar de lamentação respondeu:

    - Os interesses políticos, Mocotylson... Os interesses políticos....

    -------------------

    Diga não a Fonte Nova. Diga $im ao Novo Barradão na Paralela em 2016.

    Avante Leão!!!

    ResponderExcluir
  3. Se ele tem razão vamos fazer o melhor para i Vitoria!

    ResponderExcluir
  4. enquanto jogos na arena fonte nova concordo sem chances, no barradão é a melhor solução apesar das dificuldades de acesso + é nossa casa.

    projeto barradão na paralela ainda bem melhor + sabemos que é muito complicado.

    ResponderExcluir
  5. quem deve pagara a conta da Arena Fonte Nova eh quem vive de aluguel e fim de papo. Deixa para eles e a mistica que fale mais alto. Vou deixar agente ser campeao la para gerar gosto para seduzir. Problema deles. Quero jogo no Barradao como est[a e botando dinheiro ara dentro do clube. OAS e cia que se ferrem. Ja o excelentissimo Governador que náo d[a uma dentro que fique com este abacaxi.

    ResponderExcluir
  6. O Vitória precisa de você Paulo Carneiro, tenha humildade e aceite trabalhar para quem ganhar estas próximas eleições se seu grupo não for vencedor.
    Quem ganhar der espaço para Paulo Carneiro contatar jogadores,o mercado é mais fácil hoje e o rival é mais fraco, imaginem onde este visionário pode levar o Leão nos dias de hoje.

    Oscar

    ResponderExcluir
  7. Paulo Carneiro criou um personagem para bem do nosso Vitória e que o prejudica até hoje, PC é bem sucedido nos meios de insumos nunca precisou do Leão para sobreviver. Foi mal compreendido(Tb o apredejei), se não tivesse construído tanto patrimônio para E.C Vitória e saísse do personagem na hora certa, talvez fosse um político influente como Maracajá.

    O cara prestou serviço ao Leão deixou o clube com uma estrutura de 1ª, se seguisse o rumo de Maracajá seria melhor para ele, mas preferiu o rumo da bola e o amor pelo Leão.

    ResponderExcluir
  8. Quem vai deixar de morar em sua própria casa pra ir morar em abrigo do governo?!

    So precisa pensar assim'

    Diga sim ao que é nosso!

    ResponderExcluir
  9. Quem vai deixar de morar em sua própria casa pra morar em abrigo do governo?!

    É so tirar como parâmetro'

    BARRADÃO TODA VIDA!

    ResponderExcluir
  10. WILSON L.SCHINDLAR COUTINHO30 de abril de 2013 17:54

    BARRADÃO NOSSA CASA=ARENA BARRADÃO SIM ARENA FONTE NOVA N A O.COM TODAS AS DIFICULDADES BARRADÃO.

    ResponderExcluir